Vorax Biofertilizante, o primeiro e único biofertilizante registrado no Brasil, com resultados comprovados para agricultura.

Blog

Notícias

Tradecorp e Landlab apresentam Biotool, plataforma para avaliar o impacto dos bioestimulantes na gestão eficiente da água

13/05/2021

Recursos hídricos são de crescente preocupação na indústria agrícola e ferramentas como a plataforma Biotool podem auxiliar no uso eficiente da água

logotipo do biotool

A Tradecorp e a Landlab apresentaram o projeto da Plataforma Biotool à iniciativa Eurostars. Esta ferramenta inovadora visa medir o efeito dos bioestimulantes nas plantas e melhorar a produção de culturas através do uso eficiente da água.

Os recursos hídricos são de crescente preocupação na indústria agrícola, dada a tendência crescente de cultivo em regiões semiáridas e os requisitos de irrigação que isso envolve. Estima-se que 70% da água disponível seja utilizada na agricultura. Uma solução potencial para enfrentar esse desafio é melhorar o rendimento das culturas, aumentando a eficiência do uso da água (WUE).

Dado os recursos hídricos limitados do planeta, a indústria está focada no desenvolvimento de novas tecnologias e no uso de novos produtos, como bioestimulantes, para ajudar os produtores a maximizar a eficiência hídrica. Nesse contexto, ferramentas como a Plataforma Biotool podem incentivar a produção de novos bioestimulantes cada vez mais eficientes não só em termos de produção de culturas, mas também em termos de manejo da água vegetal.

A Plataforma Biotool melhorará a compreensão de como a água é usada nas culturas de estufa e como otimizar a forma como é gerenciada através de bioestimulantes. Em outras palavras, o produtor pode aumentar a qualidade da produção, aumentar os rendimentos e reduzir as perdas econômicas causadas por diferentes tipos de estresse abiótico, com base no estresse hídrico como modelo.

A Plataforma Biotool, uma joint venture entre a Tradecorp e a Landlab

O projeto, desenvolvido pela Tradecorp e Landlab, combina o know-how e a experiência de ambas as organizações. A Tradecorp oferece sua experiência no desenvolvimento e produção de bioestimulantes, bem como sua expertise em produção e conhecimento de mercado. Será responsável por testar e validar os novos bioestimulantes em diferentes tipos de culturas, solo e condições climáticas. O Landlab é um centro de pesquisa especializado na avaliação, cultivo e desenvolvimento de protótipos, produtos, técnicas e estratégias de nutrição, bioestimulação e proteção vegetal.

A relação entre Landlab e Tradecorp remonta a 2015, quando começaram a trabalhar juntos para desenvolver novos bioestimulantes e posicionamento de produtos, entre outros projetos.

O programa Eurostars, uma iniciativa da União Europeia

O projeto Biotool foi apresentado ao programa Eurostars da União Europeia, que apoia as PMs em projetos de P&D, como é o caso da Landlab. A Eurostars financia projetos transnacionais criados e liderados por PMs, envolvendo pelo menos dois parceiros de diferentes países participantes, e que não duram mais do que três anos.

O objetivo final do projeto é transferir conhecimento para o mercado. Portanto, dentro de dois anos após a conclusão do período de pesquisa, o produto deve estar pronto para lançamento no mercado.

Escassez de água: o desafio do século 21

Esta ferramenta aborda o desafio da escassez de água enfrentada pela agricultura no século XXI. A agricultura consome 70% da água doce retirada no mundo. Segundo o Banco Mundial, a agricultura irrigada é responsável por 20% do total de terras cultivadas e contribui com 40% da produção total de alimentos. De acordo com esta organização financeira, espera-se que a concorrência pelos recursos hídricos se intensifique, colocando mais pressão sobre a agricultura.

Fatores como crescimento populacional, desenvolvimento urbano, industrialização e mudanças climáticas afetam o consumo de água, tornando necessário melhorar a eficiência do uso da água. De acordo com a FAO, a quantidade anual de água doce disponível por pessoa diminuiu mais de 20% nas últimas duas décadas. Em áreas como o norte da África e o oeste da Ásia, a redução da água doce per capita ultrapassou 30%.

Aumento da população e diminuição dos recursos hídricos

Enquanto isso, à medida que os recursos hídricos diminuem, a população da Terra deve chegar a 10 bilhões até 2050, e essas pessoas precisarão de comida. Além disso, a renda está aumentando em muitas partes do mundo, e as pessoas terão acesso e vão querer mais alimentos com maior variedade. Isso exigirá mais água, entre outras coisas, para produzi-la. Tudo isso coloca pressão adicional sobre a produção agrícola.

De acordo com estudos do Banco Mundial, as culturas irrigadas são, em média, duas vezes mais produtivas que as culturas com chuva. No entanto, a combinação de crescimento populacional, aumento da produção de alimentos e diminuição dos recursos hídricos significa que o consumo de água tem que diminuir, especialmente na agricultura. A escassez de recursos hídricos é um problema contínuo. De acordo com o último relatório da FAO, que analisa o estado dos alimentos, em 2020

3,2 bilhões de pessoas vivem em áreas agrícolas com alta escassez de água. E destes, 1,2 bilhão sofrem de severas restrições hídricas.

Bioestimulantes e escassez de água

Em estudos anteriores, a Tradecorp chegou à conclusão de que os bioestimulantes podem ajudar as plantas a superar momentos de estresse hídrico quando aplicados de forma preventiva, ou seja, um efeito Primactive. Nesse contexto, a redução do uso da água e a aplicação conjunta de novos bioestimulantes da Tradecorp, desenvolvidos no projeto BIOTOOL, podem melhorar a produção com menos água.

Deixe seu comentário ou dúvida!

VEJA TAMBÉM